Empreende jovem aprova mais 33 projetos que envolvem 7,4 ME e a criação de 57 postos de trabalho

Quinta-Feira, Dia 3 de Abril de 2014 as 14:43

A comissão de seleção do programa Empreende Jovem propôs para aprovação 33 novos projetos de investimento, que totalizam um investimento previsto de 7,4 milhões de euros e a criação de 57 novos postos de trabalho.

Para o Vice-Presidente do Governo dos Açores, “são muito animadores os sinais que vão transmitindo os empreendedores açorianos, em especial os mais jovens, de que confiam na economia e no futuro da Região, como estes novos projetos comprovam”.

“Se nos lembrarmos que no último ano foram apresentados 167 novos projetos, só de jovens empresários, representando um investimento de mais de 31 milhões de euros e a correspondente criação de 346 postos de trabalho, teremos a perceção correta dessa confiança que os jovens depositam na economia açoriana”, frisou Sérgio Ávila.

Para o Vice-Presidente, “os resultados positivos destes investimentos propostos, após a sua conclusão e entrada em funcionamento, terão um forte impacto no desenvolvimento económico da Região, quer por via da geração de emprego e criação de riqueza, quer por permitirem o rejuvenescimento que irão introduzir no tecido empresarial dos Açores”.

“É bom lembrar que, de acordo com os dados oficiais conhecidos, os Açores são a região do país que registou a maior taxa de criação de novas empresas e que, por cada empresa que fechou foram criadas quatro novas empresas”, salientou.

Nesse sentido, considerou que "esta confiança que os jovens açorianos têm na criação de novas empresas e novas atividades empresariais também representa a assertividade e a correção dos sistemas de incentivos que foram colocados à sua disposição”.

“Por ano, o Governo dos Açores disponibiliza em apoios às empresas, nomeadamente às empresas a criar por jovens, valores significativamente mais elevados do que aquilo que se regista no restante território nacional”, afirmou Sérgio Ávila, para quem esta situação permite que esses jovens, tendo vantagens competitivas em relação aos das outras partes do país, se sintam atraídos para os Açores e motivados a regressar para desenvolverem uma atividade empresarial.

Sérgio Ávila salientou, por outro lado, que “a confiança dos jovens na economia açoriana e nos incentivos ao investimento privado também decorre da celeridade na aprovação das candidaturas e da rapidez no pagamento dos incentivos que são aprovados”.

“Temos demonstrado ao longo dos últimos tempos uma capacidade de pagamento atempado e rápido e uma análise dos projetos num espaço médio inferior a 30 dias”, afirmou, acrescentando que essa celeridade entre a intenção e início do investimento e a concretização do apoio constitui um fator adicional de confiança, levando mais jovens a desenvolver a sua atividade económica, com benefício para a criação líquida de emprego e para o desenvolvimento da Região.

Para Sérgio Ávila, esta aposta do Governo Regional nos jovens empresários “só é possível porque os Açores têm, através do equilíbrio das suas finanças públicas, disponibilizado recursos financeiros para o pagamento atempado destes projetos de investimento”.

“É este equilíbrio das finanças públicas regionais que permite que, nos Açores, as empresas e as iniciativas empresariais que vão surgindo tenham apoios muito superiores aos que se verificam no resto do território nacional”, sublinhou o Vice-Presidente do Governo.

Entre os 33 projetos apresentados no mês de março e propostos para aprovação pela comissão de seleção do programa Empreende Jovem, nove serão desenvolvidos no Pico, sete em Santa Maria, sete na Terceira, seis em São Miguel, dois em S. Jorge e dois no Faial.

Desde o início da sua vigência, em finais de julho de 2010, até ao presente, foram apresentados 397 projetos ao Empreende Jovem que preveem um investimento global superior a 75 milhões de euros e a criação de 915 novos postos de trabalho.

Retroceder

Home » Notícias

RSS Feeds | Newsletter | Contacte-nos

® Copyright Via Oceânica 2007 , Todos os direitos reservados Termos de Utilização | Política de Privacidade POS_Conhecimento União Europeia